IX Encontro de Arquivos Científicos

12 e 13 de setembro de 2019 - Fundação Casa de Rui Barbosa

Os arquivos como instrumento de acesso à ciência:
perspectivas sobre dados de pesquisa, repositórios institucionais e acesso

Temática 1

Repositórios institucionais e documentos de pesquisa:
desafios e perspectivas

A atividade científica produz dados e informações que podem ser reutilizados, tanto pela própria pesquisa, como por outras pesquisas e outros fins. O acesso pressupõe que os dados estejam identificados, descritos e indexados, preservados com segurança, ou seja, organizados para serem recuperáveis. Além disso, o local de preservação e recuperação também precisa ser planejado e estabelecido de forma que possa atender a estes pré-requisitos. Os repositórios institucionais tem sido responsáveis por preservar e recuperar parcela desses dados e informações. Bases de dados também são importantes instrumentos a serem preservados, inclusive em repositórios. A cooperação entre os pesquisadores e o arquivista é fundamental para a preservação e a recuperação da informação.

Temática 2

Acesso Aberto e investigação científica:
impactos para os arquivos e para os pesquisadores

Dados abertos significa assegurar ao cidadão o direito de acessar, usar, modificar e compartilhar dados para qualquer objetivo. Uma política pública de dados abertos fortalece a transparência da gestão pública, contribui para a inovação, melhora a qualidade dos dados produzidos por agentes do governo e possibilita a geração de novos negócios. No campo da pesquisa científica a meta é dar publicidade aos dados de pesquisa, e com isso acelerar a produção científica de forma colaborativa.