Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Bolsistas apresentam resultados de projetos na Jornada PIBIC

O encontro foi um importante fórum de debates sobre os estudos e as investigações em desenvolvimento

  • Publicado: Sexta, 11 de Agosto de 2017, 16h32
  • Acessos: 326

A 22ª edição da Jornada de Iniciação Científica, desenvolvida pelo Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST), aconteceu nos dias 9 e 10 de agosto, e reuniu 24 alunos de graduação do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC/CNPq). Além dos projetos apresentados pelos bolsistas, que tiveram diversos temas, a Jornada também contou com duas conferências, apresentações de pôsteres e a cerimônia de premiação às melhores pesquisas.

O encontro foi um importante fórum de debates sobre os estudos em desenvolvimento nas áreas de atuação do museu. Segundo Heloisa Bertol Domingues, diretora do MAST, tanto para quem orienta as pesquisas quanto para o aluno, é importante ver o aprimoramento do trabalho, o entrosamento que esses alunos desenvolvem com a comunidade científica e também seus aprendizados. “A recente pesquisa realizada pelo Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), mostra que há ganhos importantes, tanto para os alunos que tem oportunidade de terem uma bolsa PIBIC, quanto para os pesquisadores que estão formando esses futuros pesquisadores. O bolsista, se continuar atuando na área de pesquisa, tem uma produtividade maior do que aquele que não teve essa vivência. Ao mesmo tempo, se ele não permanecer no meio acadêmico e for para o mercado de trabalho, tenderá a ter um salário mais alto do que os que não passaram por essa experiência”. Daí ser importante o PIBIC não sofrer descontinuidade, em função de eventuais problemas políticos, o que não deverá acontecer, destacou Heloisa.

Durante programação, foram apresentados trabalhos desenvolvidos a partir de pesquisas em história da ciência, museologia e nas áreas de educação e de divulgação da ciência e da tecnologia. Para Luiz Carlos Borges, pesquisador do MAST e coordenador do PIBIC, o evento cria um espaço para a divulgação da produção científica. “Não há possibilidade de nenhuma instituição de pesquisa funcionar sem que haja uma continuidade, que começa com a Iniciação Científica, formando novos interesses, e novos personagens que vão dar prosseguimento a estudos ou a novos projetos. A pesquisa no país funciona em um contínuo que vai da Iniciação Científica aos projetos seniores. Onde falta uma delas, o próprio desenvolvimento da pesquisa sofre uma interrupção”, ressaltou o coordenador.

A Jornada foi uma oportunidade para se divulgar e avaliar os resultados dos trabalhos de iniciação científica dos graduandos, a partir de pesquisas vinculadas às diversas áreas de conhecimento do MAST. Para Douglas Falcão, pesquisador da Coordenação de Educação em Ciências da instituição, o PIBIC foi se desenvolvendo e se aperfeiçoando, tanto em termo de qualidade, quanto de representar as questões na área de ciência e tecnologia. “O PIBIC é importante para a formação dos futuros pesquisadores. No MAST, já temos um histórico de acompanhamento dos antigos bolsistas que, hoje, são pesquisadores e eventualmente até professores. Eles são rápidos e claros em mostrar o quanto a experiência em divulgação da ciência também foi elemento construtivo de sua formação”, afirmou Douglas.

Após os dois dias de evento, a Jornada de Iniciação Científica encerrou sua 22ª edição com uma cerimônia que destacou as melhores pesquisas apresentadas. Os vencedores foram:

1° lugar: Rafael Velloso Luz (UFRJ, Física, 8o período) com o trabalho "Tempo e Infância: o rígido saber científico sob o resiliente olhar da criança".

2° lugarGabriela Santos Marinho da Silva (UFF, História, 8o período) com o trabalho "Dados para um estudo prosopográfico: o caso do Museu Nacional nos anos 1950".

3° lugarLuiza Regina Soares Maldonado (UNIRIO, Museologia, 13o semestre) com o trabalho "Patrimônio Cultural Luso-Brasileiro de Ciência e Tecnologia: pesquisa, análise e acessibilidade.

Duas menções honrosas foram entregues para:

André Luiz Sales Melo (UFF, História, 6o período) com o trabalho "As Comissões de Limites: viagens e circulação de saberes na Amazônia durante o século XVIII".

Sandrine Alves Barros da Silva (UFF, História, 8o período), com o trabalho "A constituição da Capital Imperial enquanto projeto unificado: o desenvolvimento do saneamento".

E o destaque de pôster foi para:

- Antonia Alia Alencar de Oliveira (UERJ, Física, 5o período), com o trabalho "Realidade aumentada no Museu de Astronomia e Ciências afins. Áudio Guia para o público adulto"

Antes do encerramento, um grupo de bolsistas do Programa de Capacitação Institucional (PCI) do MAST se reuniu para divulgar uma carta contra a aplicação dos contingenciamentos aos atuais orçamentos destinados aos institutos de pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). O documento, que alertava para o impacto negativo caso aconteça o corte de bolsas, foi lido no final do evento e enfatizava que o resultado dessa medida, afetará, não somente a comunidade científica, mas toda a sociedade brasileira. “Economia e desenvolvimento da ciência e tecnologia caminham juntos, podendo inclusive ajudar o país na crise econômica em que se encontra", pontuou a carta que representa a voz de 81 bolsistas.

Ao longo dessas 22 edições, a Jornada de Iniciação Científica vem promovendo continuadamente um rico debate transdisciplinar sobre ciência, tecnologia e inovação e sua relação com a sociedade. Neste sentido, vem subsidiando as áreas de pesquisa do MAST, consolidadas ao longo dos seus 32 anos de história.


registrado em:
Fim do conteúdo da página