Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Livro de Emmanuel Liais é tema de debate no MAST

Na última terça-feira, 2 de maio, o Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST) realizou uma mesa redonda sobre o livro “O espaço celeste e a natureza tropical”, do astrônomo francês Emmanuel Liais.

  • Publicado: Sexta, 05 de Maio de 2017, 13h50
  • Acessos: 1230

Autor de obras sobre diversos temas, como clima, geografia, botânica, matemática e navegação, Emmanuel Liais, que atuava no Observatório de Paris, veio a trabalho para o Brasil em 1858, em uma expedição para observação de um eclipse solar. A partir de então, decidiu morar no país, onde ficou por vinte e cinco anos. À convite do Imperador Pedro II, assumiu, em 1870, a direção do Observatório Nacional, com a missão de reorganizar a instituição, antes dedicada ao ensino de estudantes de escolas militares. Com Liais, que ficou no cargo até 1881, a pesquisa passou a ser concentrada em astronomia.

A mesa redonda foi mediada pela pesquisadora da Coordenação de História da Ciência e Tecnologia do MAST, Christina Barboza. Rogério Monteiro Siqueira e David Aubin, professores de pós-graduação com especialização em matemática e história da ciência, foram os convidados do dia e debaterem, entre outros assuntos, como a vivência no Brasil influenciou a obra do astrônomo.

O evento faz parte do Biênio da Matemática. O Brasil sediará, em 2017 e 2018, dois grandes eventos de relevância internacional: a Olimpíada Internacional da Matemática IMO 2017 e o Congresso Internacional de Matemáticos ICM 2018. Para potencializar esta oportunidade e fomentar o desenvolvimento da educação no país, nasceu o Biênio da Matemática Brasil. Serão dois anos de ações e eventos nacionais e internacionais, que colocarão a Matemática, a Ciência e a Tecnologia no foco da comunicação, impactando milhares de pessoas. O Biênio da Matemática 2017-2018 foi proclamado pelo Congresso Nacional, por meio da Lei Ordinária 13.358 de 07 de novembro de 2016, e conta com o apoio do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações e do Ministério da Educação.

registrado em:
Fim do conteúdo da página