Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Restauro do trono do Imperador é tema do Terças Tecnológicas

Além do trabalho de coleta microbiológica do trono de Dom Pedro II, ciclo de palestras também aborda a preservação da memória aeroespacial brasileira e conservação preventiva do papel

  • Publicado: Segunda, 19 de Junho de 2017, 15h12
  • Acessos: 886

Os trabalhos de conservação e restauração são fundamentais para se preservar peças de grande valor histórico. É preciso detectar a presença de fungos e bactérias, e identificar as possíveis causas da proliferação destes microrganismos sobre os acervos. Para entender mais sobre isso, a edição do Terças Tecnológicas deste mês traz a palestra “Biodeterioração, Arqueometria e Artefatos Históricos", que vai abordar o recente restauro do trono do imperador Dom Pedro II, a preservação da memória aeroespacial brasileira e o estudos arqueométricos e de conservação preventiva do patrimônio cultural de papel.

O ciclo de palestra acontece no dia 27 de junho, às 14h30, no auditório do Instituto Nacional de Tecnologia (INT), e apresenta as linhas de trabalho da doutora em museologia Eliane Marchesini Zanatta, responsável pelo Laboratório de Conservação e Restauração do Museu Imperial, a doutora em biologia Márcia Lutterbach, pesquisadora do Laboratório de Biocorrosão do INT; e o engenheiro químico, doutor em microbiologia, Antonio Carlos Costa, professor da UERJ e pesquisador e vice-diretor Museu de Astronomia e Ciências Afins (Mast).

É uma oportunidade para se conhecer o trabalho de coleta de amostras microbiológicas de diversas partes do trono de Dom Pedro II, que indicou a presença de uma série de bactérias e fungos. Também será apresentado o estudo da aeronave Muniz M-7, que serviu como peça-piloto para relacionar a composição dos materiais com a ocorrência de fungos causadores de deterioração, e resultou no desenvolvimento de uma instrução técnica de procedimento para acompanhamento, avaliação e correção de processos de biodeterioração microbiana em áreas de guarda sem controle ambiental. Será apresentado ainda, o trabalho de conservação preventiva do patrimônio cultural de papel, abordando aspectos como a biologia molecular, a acidez ou alcalinidade dos papeis e a degradação das tintas ferrogálicas.

As inscrições podem ser feitas gratuitamente pelo e-mail: dicom@int.gov.br, com direito a certificado de participação.

registrado em:
Fim do conteúdo da página