Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > O passado e o futuro da ciência em debate
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Astronomia que fala a mesma língua

Iniciativa busca promover o desenvolvimento sustentável nos países de língua oficial portuguesa através da Astronomia

  • Publicado: Quarta, 23 de Maio de 2018, 09h44
  • Última atualização em Quarta, 23 de Maio de 2018, 10h24

Os estudos astronômicos costumam despertar o interesse dos alunos e criar admiração pela grandeza e mistérios do universo. Porém, são muitas dificuldades encontradas no ensino da Astronomia ao longo da educação básica. Normalmente, a grade curricular dos cursos contemplam de forma tímida os conteúdos da disciplina, e a formação de professores neste campo ainda precisa ser mais efetiva. Essa situação torna-se ainda mais delicada em países com baixos índices de investimentos para a Ciência e Tecnologia.

Visando contribuir para que os países de língua oficial portuguesa tenham voz ativa e participação efetiva no campo da Astronomia e das Ciências do Espaço, tendo acesso a meios científicos e tecnológicos de ponta, o Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST) firmou um acordo de cooperação internacional com o Núcleo Interativo de Astronomia (NUCLIO), em 2015. A instituição portuguesa atua como entidade coordenadora geral do Portuguese Language Office of Astronomy for Development (PLOAD).

Brasil, Portugal, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, Moçambique e Timor Leste fazem parte do convênio, no qual são previstas uma série de ações nas agendas desses países. Esse ano será realizada a 3ª edição do acordo, de 26 de maio a 10 de junho, em Cabo Verde. Junto com as reuniões anuais, associa-se sempre a formação de professores nos países sedes. A formação ocorrerá em 4 ilhas de Cabo Verde, com céu espetacular, e o projeto está sendo chamado de "Starry Nights" (Noites Estreladas), em alusão à pintura de Vincent Van Gogh.

Além desta ação, também estão sendo organizadas práticas conjuntas com alguns países membros do PLOAD, mais especificamente Portugal e São Tomé e Príncipe, para a celebração dos 100 anos da comprovação da Teoria Geral da Relatividade, em 2019. Juntamente com o Brasil, esses países tiveram papel protagonista no que diz respeito às exposições científicas, realizadas pelos ingleses, com participação do Observatório Nacional e Observatório Astronômico de Lisboa. Bases experimentais foram instaladas nas cidades de Sobral (Ceará), e Roça Sundy (Ilha do Príncipe) para a mediação da deflexão da luz, durante o eclipse solar, em 1919. Os resultados levaram a comprovação da Teoria proposta por Einstein. Tais ações comemorativas também serão discutidas em Cabo Verde.

Patrícia Spinelli
, astrofísica e pesquisadora do MAST, é uma das coordenadoras brasileiras do PLOAD e vice-coordenadora do projeto "Starry Nights". Ela irá participar efetivamente das atividades em Cabo Verde, que terá também um dia de programação dedicado às crianças que encontram-se em vulnerabilidade social, vivendo em orfanatos e sem o apoio da família.


Patrícia Spinelli é uma das coordenadoras brasileiras do PLOAD

A representante do MAST aproveitou para revelar um momento muito especial que irá acontecer em sua viagem: "Eu orientei uma estudante chamada Dulcelena Cardoso Semedo, de Cabo Verde, em um curso de matemática a distância. Em 2016, ela defendeu a Monografia que foi aplicada a astronomia e quis continuar estudando o tema. Agora, ela está terminando a pós graduação a distância,  pela Universidade Cruzeiro do Sul, em São Paulo. Nessa viagem, ela vai atuar na nossa equipe e ficar responsável pela Observação do Céu. Nós nunca nos encontramos pessoalmente, apesar de trabalharmos juntas desde 2015. Isso vai ser o ápice, eu tenho muito orgulho dela", comemora Patrícia.


Dulcelena Semedo com os seus alunos, em Cabo Verde

A expectativa para o evento é de colaborar com a formação de aproximadamente 200 professores em cada uma das 4 ilhas visitadas no país, totalizando 800 educadores. E esse número pode ser ainda maior, já que está havendo uma grande procura para os cursos. Além disso, centenas de estudantes e público local poderão participar das atividades de Observação do Céu e conhecer mais sobre o mundo da astronomia. O MAST vai disponibilizar materiais didáticos como livros, planisférios, cartas e filtros de sol. A instituição preparou Kits de doação para as escolas públicas de Cabo Verde, visando colaborar com a divulgação científica no país.

registrado em:
Fim do conteúdo da página