Março | 2014 • Boletim Mensal • 9ª edição

Caro leitor,

O Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST) comemora neste mês, 29 anos de excelência na preservação e divulgação da memória científica nacional, com pesquisas e atividades desenvolvidas nas áreas de história da ciência, museologia e educação em espaços não formais.

Criado em 08 de março de 1985, sua história se mistura a de vários profissionais que dedicaram parte de suas vidas a esta instituição. Como é o caso da arquivista Maria Celina Soares de Mello e Silva, que é a personagem do Papo de Cúpula desta edição.

Neste mês, o MAST vai levar às praias de Niterói atividades de divulgação da ciência! Veja também no “Vale a pena Conferir”, matérias sobre o Doutorado de História (parceria do MAST com a UNIRIO), as inscrições do curso sobre acervos bibliográficos e a primeira palestra do “Encontro com a História” de 2014.

No “Aconteceu no MAST”, saiba mais sobre a aula inaugural do 1º semestre do Programa de Pós-Graduação em Museologia e Patrimônio e sobre esse curso numa entrevista com Marcus Granato, coordenador de Museologia do MAST. Confira ainda as curiosidades da exposição “O Eclipse e o Presidente” na entrevista, concedida pela pesquisadora Christina Barbosa.

No MAST sem Fronteiras, conheça o projeto GalileoMobile, assistindo ao documentário da expedição de 2009, que visitou o Chile, a Bolívia e o Peru. Em “Papers e periódicos”, apresentamos um artigo produzido pela pesquisadora Moema de Rezende Vergara. E em Dicas Sustentáveis, um texto sobre o Lixo Zero no Rio de Janeiro.

Venha conhecer um pouco mais dos trabalhos realizados no MAST!

MAST sem Fronteiras

Veja o documentário sobre a expedição de 2009 do projeto Galileo Mobile, um programa internacional itinerante de divulgação em ciências.

Arquivo InforMAST
Papers e Periódicos

A Exploração dos rios Amazonas e Madeira no Império Brasileiro por Franz Keller-Leuzinger: imprensa e nação

Revista eletrônica semestral - novembro de 2013, nº 6.
Moema de Rezende Vergara

Base de dados MAST
Links

MCTI - Institucional

Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação

MCTI - Institutos

Unidades de Pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação

IBRAM

Instituto Brasileiro de Museus

CNPq

Conselho Nacional de Desenvolvimeto Científico e Tecnológico

FAPERJ

Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro

RNP

Rede Nacional de Ensino e Pesquisa

CAPES

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior

FINEP

Financiadora de Estudos e Projetos

VALE A PENA CONFERIR

Museu de Astronomia vai às praias de Niterói

Uma mistura de sol, mar, diversão e conhecimento! Venha aprender ciência brincando! Nos próximos fins de semana, o Museu de Astronomia vai levar às praias de Niterói atividades de divulgação da ciência. Tudo gratuito!
Leia mais...

MAST apresenta a palestra "O mapa que inventou o Brasil"

O Encontro com a História 2014 terá início com a palestra proferida pela professora Junia Furtado da Universidade Federal de Minas Gerais. Evento gratuito com transmissão ao vivo pela internet.
Leia mais...

Abertas as Inscrições para o Curso de Acervos Bibliográficos do MAST

O curso oferece 70 vagas para bibliotecários, estudantes de biblioteconomia, curadores de acervos e áreas afins. Inscrições até dia 25 de abril.
Leia mais...

MAST e UNIRIO divulgam edital do processo seletivo para doutorado em História

O Programa de Pós-Graduação em História da UNIRIO, realizado em parceria com o MAST, oferece 20 vagas para doutorado. As inscrições podem ser feitas de 07 a 22 de abril.
Leia mais...

Papo de Cúpula
Maria Celina Soares de Mello e Silva | Arquivista

Maria Celina Soares de Mello e Silva é arquivista da Coordenação de Documentação e Arquivo do Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST). Sua trajetória profissional se confunde com a história do Museu. Em agosto de 1985, ano de criação do MAST, foi contratada como estagiária e até hoje, há quase 29 anos, trabalha na instituição, especificamente no Arquivo de História da Ciência.

O Arquivo reúne, além de arquivos de instituições científicas brasileiras, arquivos pessoais de cientistas, engenheiros, tecnologistas e gestores, cujas trajetórias profissionais estiveram associadas ao ensino, institucionalização ou produção de ciência e de tecnologia. Os arquivos pessoais constituem-se em fontes únicas que, antes desconhecidas ou inacessíveis aos pesquisadores, encontram abrigo no MAST, que os trata e os tornam acessíveis à consulta.

“O MAST foi criado com essa perspectiva de receber, organizar e disponibilizar arquivos pessoais dos cientistas. No acervo original, no processo de tombamento pelo IPHAN, estavam arrolados não só os instrumentos científicos, o patrimônio, mas também o primeiro arquivo: o arquivo pessoal do ex-diretor do Observatório Nacional, Lélio Gama”.

Os arquivos pessoais são constituídos pelos documentos que a pessoa vai acumulando no decorrer de sua vida, relacionados às atividades profissionais, ao lazer, à família. “Quando essa pessoa tem um trabalho de relevância, é um cientista importante que executou trabalhos que tem reconhecimento internacional, toda documentação acumulada acaba se tornando uma grande fonte de pesquisa histórica”.

Os arquivos pessoais do MAST são basicamente de cientistas proeminentes nas áreas de Ciências Exatas, Ciências da Terra, Engenharias. E esses acervos são recebidos por doação. “No inicio, nós tínhamos uma ação mais proativa. Os pesquisadores de história da ciência da casa, no decorrer de suas pesquisas, detectavam os acervos, de cientistas falecidos, que estavam na posse de seus familiares. Nós entrávamos em contato e fazíamos uma negociação”.

Nos últimos anos, o MAST conquistou o reconhecimento por parte dos pesquisadores e da sociedade pelo trabalho realizado. “Temos recebido visitas dos próprios cientistas que tem interesse em preservar o patrimônio documental que acumularam durante a vida, deixando registrado seu trabalho para a história da ciência. Em levantamento feito neste ano, percebemos que 40% de nossos acervos foram doados pelo próprio cientista”.

Quando os documentos são doados ao MAST, após uma negociação, é feito um Termo de Doação, onde a família, ou o próprio cientista, declara que os está doando para a União sob a guarda do Museu de Astronomia. “Ao receber novos arquivos pessoais, cria-se uma nova fonte inesgotável de possibilidades de pesquisa. Tanto para complementar pesquisas do acervo de instituições quanto para fazer biografias de vida desse cientista”.

O acervo do MAST é ampliado em conformidade com a Política de Aquisição e Descarte de Acervos, que estabelece critérios, diretrizes e procedimentos com o objetivo de orientar a análise e a coleta do acervo a ser adquirido. Esta política é baseada na missão institucional do MAST e é uma consequência de sua política de pesquisa. Assim, o MAST vem implementando a aquisição de arquivos pessoais e tem se tornado referência nesta área.

PROGRAMAÇÕES EDUCATIVAS SEMANAIS

Planetário inflável digital

1º e 2º sábado - 15h e 17h
1º e 2º domingo - 15h e 17h
5º domingo - 15h, 16h e 17h

Brincando de matemático

3º domingo - 16h

Faça você mesmo

4º domingo - 16h

Contando mitos

5º sábado - 16h

Visita orientada

3º, 4º e 5º sábado - 15h e 17h
1º e 2º domingo - 16h
3º, 4º e 5º domingo - 15h e 17h

Cine ciência

2º sábado - 16h

Observação do céu

1º, 3º, 4º e 5º sábado - 17h30 às 20h
Todas as quartas - 17h30 às 20h

ASTROmania

3º sábado - 16h

Cozinhando com a química

4º sábado - 16h

A Ciência que eu Faço

O projeto coordenado pela jornalista Vera Pinheiro reúne uma série de entrevistas, em formato de filmes de curta duração, voltadas para professores e estudantes do ensino fundamental e do ensino médio, mostrando a ciência que se faz no nosso país, em especial, as pesquisas que estão sendo realizadas nas Unidades de Pesquisa ligadas ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação – ou, financiadas pelas agências ligadas ao MCTI.


Destaque do mês

Antônio Carlos Pavão

Graduou-se no curso de Química, em 1973, pelo Instituto de Química da Universidade de São Paulo (USP). No ano de 1976 cursou o mestrado em Físico-química, pela mesma instituição. Ainda pela USP, em 1978, concluiu o doutorado em Química.

Dentre suas publicações, destaca-se o artigo “Multiple Scattering Mass Operator Method For Molecular Orbital Calculations”, publicado em 1980, pelo “International Journal of Quantum Chemistry”.

Nesta entrevista, ele apresenta os fatores que o motivaram a seguir o caminho da ciência. Conta suas experiências na área Química de forma bastante lúdica e descontraída, classificando a mesma como algo vital.

Assista outros depoimentos no site:
http://acienciaqueeufaco.mast.br

Aconteceu no MAST

Museu de Astronomia promove Aula Inaugural do PPG-PMUS

No dia 14 de fevereiro, aconteceu a aula inaugural do primeiro semestre de 2014 do Programa de pós-graduação em Museologia e Patrimônio do MAST.
Leia mais...

MAST leva exposição “O Eclipse e o Presidente” para Minas Gerais

Confira os detalhes e as curiosidades desta exposição na entrevista, concedida pela pesquisadora Christina Barbosa, ao Programa “Em dia com a ciência e tecnologia” do MCTI.
Leia mais...

Dicas Sustentáveis

Lixo Zero

Como todos sabem, a Lei de Limpeza Urbana nº 3273, de 2011, que visa punir com multas aqueles que forem flagrados jogando lixo no chão das ruas, começou a ser aplicada em 2013. A medida tem o objetivo de reduzir a poluição espalhada pela cidade, concentrando o lixo em locais que facilitem o recolhimento, como as cerca de 30 mil lixeiras espalhadas pela cidade.

O lixo jogado com descaso na rua, pela população, é um dos grandes fatores causadores de enchentes, entre tantos outros problemas. Esse lixo jogado no chão vai para bueiros, córregos e rios, e com muita chuva, ele bloqueia água e faz com que as enchentes sejam cada vez mais frequentes.

Com a ação, tais transtornos possivelmente serão reduzidos, mas para isso não basta apenas a ação social de não descartar o lixo no chão, medidas públicas devem se aliar a esse trabalho. Vale ressaltar que o cidadão pode ser multado apenas se for pego em flagrante pelos fiscais legais da operação “Lixo Zero”. O infrator deverá fornecer seu CPF e a multa é computada no mesmo instante.

Até dezembro do ano passado, de acordo com a Comlurb, foram mais de 23 mil multas aplicadas. A medida é uma das formas de reduzir a poluição da cidade e transformar o cenário das ruas cariocas em algo mais prazeroso de se morar e visitar.

Fontes: www.oeco.org.br
www.oglobo.globo.com

Expediente

Diretora do MAST

Heloisa Maria Bertol Domingues

Chefe do Serviço de Comunicação Social
e Atendimento ao Público

Vera Pinheiro

Idealizadores do Projeto

Lorena Kovac • Omar Martins • Vitor Dulfe

Jornalista / estagiário

Geisa Castro • Thiago Silva

Projeto Gráfico | diagramação

Vitor Dulfe

Diagramadores / colaboradores

Gustavo Mamede • Henrique Rocha • Leonardo Pessoa

 


Realizado pelo Serviço de Comunicação
Social e Atendimento ao Público (SCS)
do MAST

Tel.: 21•3514-5229
atendimento@mast.br
www.mast.br