Fevereiro | 2016 • Boletim Mensal • 32ª edição

Caro leitor,

O Portal InforMAST deste mês destaca o Encontro de Assessoria ao Professor (EAP) que, neste ano, apresenta novidades. Vale a pena conferir a palestra "Globalização, fronteiras e ilegalismos" que será proferida pela Profª. Angelina Peralva, professora emérita da Universidade de Toulouse, e mediada pela pesquisadora Priscila Faulhaber.

No Especial MAST 30 anos de fevereiro, o último vídeo da série, Antônio Carlos de Souza Martins, chefe do Serviço de Produção Técnica do Museu de Astronomia, fala um pouco sobre o conjunto arquitetônico do MAST, tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (INEPAC).

No Além do Céu, Saiba mais sobre a detecção de ondas gravitacionais, o último postulado da Teoria Geral da Relatividade, de Albert Einstein, que ainda precisava ser "observado" na prática, e promete revolucionar o estudo da Astronomia. Para alguns astrônomos, é como se antes fôssemos surdos, mas agora pudéssemos escutar o Universo.

Em pleno ano bissexto, saiba, no "Céu do Mês", como os povos antigos chegaram à conclusão de que o nosso calendário precisava de mais um dia em determinados anos.

A coluna Observando o MAST conta a história do instrumento conhecido como Previsor das Marés. Através desse aparelho, Observatório pôde realizar medições precisas das marés em áreas distintas do país. O resultado tinha impacto direto no fluxo de embarcações nos portos brasileiros.

No Papo de Cúpula, entrevistamos Gastão Galvão de Carvalho Souza, doutor em História das Ciências e bolsista do Programa de Capacitação Institucional (PCI) da Coordenação de Educação em Ciências do MAST que fala sobre seu projeto de pesquisa “O ensino de ciências através das artes cênicas”.

No Papers e Periódicos, apresentamos o artigo "Produção documental de cientistas e a história da ciência: estudo tipológico em arquivos pessoais", de Maria Celina Soares de Mello e Silva e Márcia Cristina Duarte Trancoso, que foi publicado na revista História, Ciências, Saúde - Manguinhos, vol.22 no.3, Rio de Janeiro, jul./set. 2015.

A jornalista Luisa Medeiros Massarani é o destaque deste mês do projeto A Ciência que eu faço. Para ela, divulgar ciência não é só falar bem da ciência, é discutir de fato o impacto que ela tem no cotidiano das pessoas. Neste vídeo, Luisa fala sobre a linguagem científica e uma série de aspectos que um jornalista ou divulgador da ciência deve abordar quando está falando sobre ciência e tecnologia.

Leia o Portal InforMAST!

Arquivo InforMAST
Papers e Periódicos

Produção documental de cientistas e a história da ciência: estudo tipológico em arquivos pessoais

Maria Celina Soares de Mello e Silva, Márcia Cristina Duarte Trancoso
História, Ciências, Saúde-Manguinhos. vol.22 no.3 Rio de Janeiro jul./set. 2015.

Base de dados MAST

Museu de Astronomia abre inscrição para o EAP

Em 2016, o Encontro de Assessoria ao Professor vem com novidades.

VALE A PENA CONFERIR

Programação do Museu de Astronomia

Em fevereiro, o público tem a oportunidade de observar o Sol e o céu noturno e ainda conhecer as exposições do MAST e seu conjunto arquitetônico. Entrada gratuita!
Leia mais...

MAST promove a Palestra "Globalização, fronteiras e ilegalismos"

O evento faz parte das atividades do grupo de pesquisa História e Etnografia em Fronteiras coordenado pela pesquisadora Priscila Faulhaber. A entrada é gratuita.
Leia mais...

Semana de Integração do PPG-PMUS

Durante a semana, haverá a abertura das atividades comemorativas dos 10 anos do Programa de Pós-Graduação em Museologia e Patrimônio.
Leia mais...

MAST e ON realizam Projeto Olhai pro Céu Carioca

Com o objetivo de aproximar a astronomia do público da capital do Rio de Janeiro, o projeto já capacitou 36 professores que realizaram atividades com 5.782 estudantes.
Leia mais...

Papo de Cúpula
Gastão Galvão de Carvalho Souza | Bolsista PCI do MAST

Gastão Galvão de Carvalho Souza é Químico, doutor em História das Ciências e atualmente é bolsista do Programa de Capacitação Institucional (PCI) da Coordenação de Educação em Ciências do Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST). Desde 2013, ele desenvolve o projeto de pesquisa “O ensino de ciências através das artes cênicas”, onde busca melhorar o ensino de ciências através do teatro e do cinema.

Anteriormente, quando trabalhou pela primeira vez no MAST, Gastão desenvolvia projetos relacionados a Charles Darwin. “Duas coisas que me caracterizam aqui no museu: meu conhecimento sobre Charles Darwin e a evolução e essa parte de teatro e cinema”. Hoje ele está envolvido com o teatro científico e coordena o Cine Ciências, mostra de filmes relacionados a temas científicos, que é seguida por um debate nos moldes dos que acontecem em cineclubes de ciência e de ficção científica.

Ele foi convidado para ser bolsista PCI do MAST após a apresentação da peça teatral Inimigo Invisível durante o evento Turismo Cultural no Bairro Imperial de São Cristóvão em 2013. “Foi um sucesso retumbante. Das peças que eu escrevi – essa foi a melhor!”. A proposta era que ele incentivasse o teatro no MAST “O teatro que me mobilizou pra cá. Eu já apresentei outras duas peças, o Julgamento do Macaco e O Alienista. Gosto muito dessas artes: filme, teatro, literatura”.

Gastão começou a trabalhar com teatro científico em 2007, na verdade “não foi bem eu que comecei, foi o Professor Medina”. Ele estava insatisfeito com a abordagem dada pelos livros de física à Astronomia e Cosmologia limitando-se exclusivamente às leis de Newton e Kepler. Nesse momento que Gastão sugeriu que Medina montasse com seus alunos do Colégio QI a peça Galileu Galilei do Bertolt Brecht.

O professor Medina propôs aos alunos um trabalho de pesquisa que os motivou a realizarem a peça Galileu. “Foi um sucesso! Os garotos começaram a ver a física de outra maneira. Porque o Galileu é o mártir da ciência praticamente. Então o drama de Galileu passou a ser o drama da turma do ensino médio do colégio. Medina disse que as notas melhoraram muito porque eles começaram a sentir a ciência como sendo uma coisa humana, com drama, com sofrimento”.

Leia mais...

PROGRAMAÇÕES EDUCATIVAS SEMANAIS

Planetário inflável digital

1º e 2º sábado - 15h e 17h
1º e 2º domingo - 15h e 17h
5º domingo - 15h, 16h e 17h

Programa de Observação do Céu

Sábado e quarta - 18h30 às 21h
2º sábado - 18h30 às 21h

Visita orientada

3º, 4º e 5º sábado - 15h e 17h
1º e 2º domingo - 16h
3º, 4º e 5º domingo - 15h e 17h

Cine ciência

2º sábado - 15h

A Ciência que eu Faço

O projeto coordenado pela jornalista Vera Pinheiro reúne uma série de entrevistas, em formato de filmes de curta duração, voltadas para professores e estudantes do ensino fundamental e do ensino médio, mostrando a ciência que se faz no nosso país, em especial, as pesquisas que estão sendo realizadas nas Unidades de Pesquisa ligadas ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação – ou, financiadas pelas agências ligadas ao MCTI.


Destaque do mês

Luisa Medeiros Massarani

Para Luisa, divulgar ciência não é só falar bem da ciência, é discutir de fato o impacto que ela tem no cotidiano das pessoas. É também pensar de que forma a ciência, por exemplo, pode ajudar a conquistar um planeta mais sustentável. Ela fala sobre a linguagem científica e uma série de aspectos que um jornalista ou divulgador da ciência deve abordar quando está falando sobre ciência e tecnologia.

Assista outros depoimentos no site:
http://www.acienciaqueeufaco.org/

OBSERVANDO O MAST

Nesta edição, a coluna destaca o instrumento conhecido como Previsor das Marés. Através desse aparelho, Observatório pôde realizar medições precisas das marés em áreas distintas do país. O resultado tinha impacto direto no fluxo de embarcações nos portos brasileiros.
Leia mais...

Além do Céu

A detecção de ondas gravitacionais, o último postulado da Teoria Geral da Relatividade, de Albert Einstein, que ainda precisava ser "observado" na prática, promete revolucionar o estudo da Astronomia. Para alguns astrônomos, é como se antes fôssemos surdos, mas agora pudéssemos escutar o Universo.
Leia mais...

Céu do mês

Em pleno ano bissexto, saiba como os povos antigos chegaram a conclusão de que o nosso calendário precisava de mais um dia em determinados anos.
Leia mais...

Especial MAST 30 anos

No Especial MAST 30 anos de fevereiro, o último vídeo da série, Antônio Carlos de Souza Martins, chefe do Serviço de Produção Técnica do Museu de Astronomia, fala um pouco sobre o conjunto arquitetônico do MAST, tombado pelo IPHAN e pelo INEPAC.

Aconteceu no MAST

Ano-luz é selecionado para o Festival do Ano Internacional da Luz

Documentário sobre expedição do projeto GalileoMobile Brasil-Bolívia foi exibido no dia 03 de fevereiro no México.
Leia mais...

MAST na Mídia

O Céu também é azul em outros planetas?

Ciência Hoje – 05/01/2016

Expediente

Diretora do MAST

Heloisa Maria Bertol Domingues

Chefe do Serviço de Comunicação Social
e Atendimento ao Público

Vera Pinheiro

Idealizadores do Projeto

Lorena Kovac • Omar Martins • Vitor Dulfe

Jornalista / estagiário

Geisa Castro • Renata Bohrer • Rodrigo Pelot
Bernardo Oliveira

Projeto Gráfico | diagramação

Vitor Dulfe

Diagramadores / colaboradores

Gustavo Mamede • Rodrigo Alonso

 


Realizado pelo Serviço de Comunicação
Social e Atendimento ao Público (SCS)
do MAST

Tel.: 21•3514-5229
atendimento@mast.br
www.mast.br