Busca



  Notícias

Um museu a céu aberto na beira da praia

Brincar com a ciência pode ser mais prazeroso do que se imagina. Principalmente se essa brincadeira ocorrer em plena praia no verão! Nos finais de semana de março, o Museu de Astronomia vai levar às praias de Niterói atividades de divulgação da ciência para os banhistas. Tudo gratuito!

Astronomia é uma ciência que desperta o interesse de muitas pessoas. Praia é um ponto de encontro e diversão dos cariocas. Então, que tal unir a satisfação do conhecimento ao prazer da diversão? É isso que o Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST) irá fazer neste verão de 2013. Depois de percorrer praias do Rio de Janeiro em 2012, neste mês de março o MAST irá surpreender os banhistas das praias de Icaraí, Piratininga e Itaipu, em Niterói, levando o Museu à Praia, literalmente.

Nos dias 2 e 3, 9 e 10, 16 e 17, 23 e 24 de março (sábados e domingos), das 10h às 16h, ao mesmo tempo em que se bronzeiam, os banhistas poderão observar o Sol através de filtros especiais acoplados no telescópio Celestron e no P.S.T. Dessa forma, será possível aproveitar o clima enquanto conhecem o nosso astro-rei. Em plena diversão com amigos ou com família, os interessados também poderão conferir como são formadas as ondas do mar e por que elas quebram ao chegar perto da areia.

Para compreender o calor intenso que estamos vivenciando neste verão, um modelo interativo mostrará como a incidência solar determina as estações do ano nos trópicos e nas demais áreas do globo terrestre. Experimentos de ilusão de ótica explicarão as curiosidades das tonalidades de cores, o desenvolvimento de filmes de animação e os efeitos de imagem nos espelhos côncavos e convexos.

A tradicional oficina "Brincando com a Ciência" também irá à praia para instigar e encantar o público com invenções construídas com objetos domésticos – como isopor, latas e demais acessórios baratos e fáceis de encontrar –, que demonstram fenômenos de ordem mecânica, ótica e sonora. Entre eles, os pêndulos dançarinos, que aparentemente se movem sozinhos ao mesmo tempo em que revelam os princípios físicos de velocidade e de frequência.

Fazer pipoca com energia solar e sentar em um banquinho de pregos serão outras atrações do projeto Museu vai à Praia, que tem a proposta de discutir com os visitantes as implicações da ciência e tecnologia com outros assuntos presentes na vida cotidiana. A atividade possibilita situações interativas significativas para crianças, adolescentes e adultos com diversos backgrounds educacionais, que poderão unir teoria e prática instantaneamente, enquanto curtem o mar e o sol.

“Levar uma atividade de divulgação da ciência para um local de entretenimento é muito bacana. O contato das pessoas com questões científicas acaba sendo natural. Numa praia, o efeito multiplicador, já que as pessoas estão imersas em um ambiente de descontração e tendem a ter um tempo de interação muito maior. É diferente de levar uma atividade de divulgação da ciência ao metrô, por onde as pessoas passam, com tempo determinado” – explica Douglas Falcão, coordenador da área de Educação em Ciências do MAST e responsável pelo projeto.

Sustentabilidade

O Museu vai à Praia aproveita a oportunidade das pessoas estarem ao ar livre e em contato com a natureza para explorar algumas questões importantes sobre sustentabilidade. Nos oito dias de realização do evento, os mediadores do projeto apresentarão ao público alguns aparatos de aproveitamento de energia solar e eólica.

Um material confeccionado manualmente, com uma placa fotovoltaica, irá converter a energia do sol em energia elétrica capaz de acionar as hélices de um pequeno ventilador. Um conjunto de espelhos irá convergir a luz solar para um ponto central e possibilitará estourar os milhos para que todos possam comer uma deliciosa pipoca feita com energia natural.

Um projeto inédito de captação de energia eólica irá chamar a atenção dos banhistas. Um equipamento grande, construído com calha, madeira, cano de esgoto, rolamentos e motor gerador de energia, será capaz de acionar um rádio a pilha e uma lanterna.

O grande apelo dos aparatos de conversão de energia natural em energia elétrica é mostrar às pessoas que é possível que elas próprias gerem energia em suas casas, bastando um pouco de criatividade e interesse, de acordo com Joubert Poça, técnico em eletrônica do MAST e responsável pela construção dos aparatos técnicos.

“Esses aparatos não têm intenção de substituir a energia elétrica da concessionária desse serviço público, mas podem entrar como um sistema de apoio, complementar. Podemos gerar energia elétrica para reduzir nossa conta de luz. O vento é gratuito e a luz solar também. Eu analiso pelo lado inteligente da coisa: se eu posso poupar, por que não fazer?" – questiona Joubert.

As visitas do MAST à praia

Marca de seus primeiros anos, o Museu de Astronomia – fundado em 1985 – realizou, nos verões de 1987, 1988 e 1989, o projeto Museu Vai à Praia. Após mais de 20 anos, em 2012, o MAST retomou a atividade realizando experimentos nas praias do Recreio, Leme, Copacabana e no Piscinão de Ramos, no Rio de Janeiro, para divulgação de conteúdos de ciência e tecnologia aos banhistas. O grande sucesso em anos anteriores motivou a realização dessa quinta edição, que, este ano, estenderá suas atividades à cidade de Niterói, região metropolitana do Rio. Apesar de a mudança do local, o compromisso do Museu vai à Praia permanece o mesmo: popularizar a ciência para além dos muros institucionais, e divulgar o MAST e seus parceiros como centros de divulgação da ciência.

“Há décadas, esse projeto ajudou a alavancar a imagem do MAST no Rio de Janeiro. Nos anos de 1980, o Museu estava em processo de construção e era um dos dois museus de ciência e tecnologia que existia na cidade. Nos quase vinte anos que se seguiram, a realidade mudou muito, mas o sucesso é o mesmo. Hoje existem outras instituições com o perfil do MAST, mas é incrível perceber como as pessoas se surpreendem com esse tipo de atividade: ao encontrar em um local inusitado um projeto como esse, a praia, elas desenvolvem uma relação afetiva e cognitiva imediata” – justifica Douglas.

Atividades do MAST e dos parceiros no Museu vai à Praia

MAST
Estações do ano
Observação do Sol por meio de telescópios especiais
Quebra ondas
Pipoqueira solar
Aquecedor solar de baixo custo
Placa solar fotovoltaica
Cor da cor
Giroscópio
Pêndulos dançarinos
Pêndulo caótico

Espaço Ciência InterAtiva / IFRJ – Campus Mesquita
Imagens 3D
Filtro de cores
Casinha Solar
Ilusões de óptica
Banco de pregos
Túnel de espelhos
Pilha humana
Experimento demonstrativo de química

Casa da Descoberta
Bicicleta geradora de energia
Pilha humana
Periscópio

Espaço UFF de Ciências
Astrovildo
Brinquedos de garrafa PET
Jogos dos biomas
Vendo o invisível
DNA de jujuba
Sentindo o mundo
Dispersão de poluentes

Espaço Ciência Viva
Desvendando a vida na água
Forno Solar
Aquecedor solar de baixo custo

Museu Nacional/ UFRJ
Animais da Coleção Didática conservados em meio liquido e taxidermizados, com destaque para espécimes da avifauna marinha coletados no Monumento Natural das Ilhas Cagarras (Projeto Ilhas do Rio)
Fósseis e Reconstituições de animais extintos (Paleoarte)
Meteoritos

Programação

2 e 3 de março
Praia de Icaraí
Endereço: Avenida Jorn Alberto Francisco Torres, Icaraí, Niterói (RJ).

9 e 10 de março
Praia de Piratininga
Endereço: Rua Prof. Manoel José Ferreira, Piratiniga, Niterói (RJ).

16 e 17 de março
Praia de Itaipu
Endereço: Praia de Itaipu, São Lourenço, Niterói (RJ).

23 e 24 de março
Praia de Icaraí
Endereço: Avenida Jorn Alberto Francisco Torres, Icaraí, Niterói (RJ).

  Menu

Informações Complementares

Histórico
Diretoria
Comissão e Conselho
Organograma
Regimento Interno
Relatórios
Plano Diretor
Identidade visual

Links

MCTI - Ministério da Ciência, Tecnologia e
Inovação
CBPF - Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas
CEITEC S.A. - Centro Nacional de Tecnologia
Eletrônica Avançada
CETEM - Centro de Tecnologia Mineral
CETENE - Centro de Tecnologias
Estratégicas do Nordeste
CTI - Centro de Tecnologia da Informação
Renato Archer
IBICT - Instituto Brasileiro de Informação
em Ciência e Tecnologia
IDSM - Instituto de Desenvolvimento
Sustentável Mamirauá
IMPA - Instituto Nacional de Matemática
Pura e Aplicada
INPA - Instituto Nacional de Pesquisas da
Amazônia
INPE - Instituto Nacional de Pesquisas
Espaciais
INSA - Instituto Nacional do Semi-Árido
INT - Instituto Nacional de Tecnologia
LNA - Laboratório Nacional de Astrofísica
LNCC - Laboratório Nacional de
Computação Científica
LNLS - Laboratório Nacional de Luz
Síncrotron
MPEG - Museu Paraense Emílio Goeldi
ON - Observatório Nacional
RNP - Rede Nacional de Ensino e Pesquisa