Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Release > Anna Bella Geiger - Local da Ação
Início do conteúdo da página

Anna Bella Geiger - Local da Ação

Publicado: Terça, 02 de Outubro de 2018, 16h00 | Acessos: 142

ANNA BELLA GEIGER - LOCAL DA AÇÃO
MUSEU DE ASTRONOMIA E CIÊNCIAS AFINS - MAST
10 DE OUTUBRO A 27 DE JANEIRO DE 2019

A mostra individual Anna Bella Geiger - Local da Ação abre a série de exposições temporárias do Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST). Uma das mais produtivas e prestigiadas artistas visuais do país, esta criadora carioca -- discípula da gravadora Fayga Ostrower (1920-2001) e da historiadora Hanna Levy-Deinhard (1912-1984) -- tem alguns de seus trabalhos incorporados a importantes coleções internacionais, como as do MoMA (Nova York), do Centre Georges Pompidou (Paris), do Getty Institute (Los Angeles), da Tate Modern e do Victoria and Albert Museum (Londres). Inaugurada em 10 de outubro no  Salão Nobre do MAST, a exposição reúne doze gravuras com temática relacionada à cartografia, que é recorrente em várias fases da produção da artista, além de também ser um tema bastante caro à Geofísica, um dos tripés da área de atuação do Observatório Nacional. Neste acervo estão as obras que deram início à série, a exemplo de Local da Ação Nº1 e Nº11, produzidas entre 1979 e 1980, entre outras de realização mais recente. O conjunto de gravuras expostas tem um diálogo com pesquisas relacionadas ao MAST sobre cartografias e também com o acervo da exposição permanente Olhar o Céu, Medir a Terra, com mapas e instrumentos científicos.

"É uma grande honra para o MAST receber a querida amiga Anna Bella Geiger, que dá o privilégio aos amantes das ciências de apreciar o seu trabalho", diz Anelise Pacheco, Diretora do Museu de Astronomia e Ciências Afins.

Em seu texto sobre a mostra, Anna Bella Geiger informa que toma por base os "ingredientes" comuns a todos os mapas, como projeção, escala e generalização para elaborar suas gravuras. No entanto, o significado da obra é diferente da observação comum aos mapas porque ela interfere deliberadamente nos traçados com distorções e inserções de textos.

"Tenho utilizado mais frequentemente duas representações: a de cartogramas de áreas contíguas -- os mapas topológicos -- e a projeção Mercator. Os territórios escolhidos são o Mundo (Mapa Mundi), a América Latina e o Brasil", afirma Anna Bella Geiger.

Anna Bella Geiger

Nasceu no Rio de Janeiro em 1933. Graduada em Línguas Anglo-Germânicas na Faculdade Nacional de Filosofia (UFRJ). Ainda nos anos 50 estudou História da Arte e Sociologia da Arte com Hanna Levy-Deinhardt na New York University e na New School for Social Research. Participou da 1ª Exposição Nacional de Arte Abstrata em 1952 no Rio de Janeiro. Em 1962 ganhando, com sua obra abstrata, o Primér Premio Casa de las Americas, Havana, Cuba. Tem exposto regularmente desde então, em exposições individuais e coletivas no Brasil e no Exterior, como em várias Bienais Internacionais de São Paulo, Veneza, Bienalle du Jeune (Paris, 1967),  II Bienal de Liverpool, 5 éme Biennale Internationale de Photographie, (Liège, 2000) e na Trienal Poligráfica de San Juan. Algumas coletivas como Artevida – Arte Política, MAM e Casa França-Brasil (Rio de Janeiro, 2014), América Latina 1960-2013, Fondation Cartier d’Art Contemporaine (Paris, 2013), La Idea de America Latina, CAAC (Sevilha, 2012), Vídeo Vintáge, Centre Pompidou (2012), Europália – A RUA - MUHKA (Antuérpia, 2011), COMO NOS MIRAM, CGAC (2011), Geopoéticas – 8ª Bienal do Mercosul (2011), Elles@Pompidou (Paris, 2009), Cartografias del deseo, Centro de Arte Reina Sofia (2000). Exposição individual PROJECTIONS XXI, MoMA (NY, 1978). Seus trabalhos integram coleções como a do MoMA (Nova York), do Centre Georges Pompidou (Paris), Tate Modern e Victoria and Albert Museum (Londres), Getty Institute (Los Angeles), The FOGG Collection (Boston) entre outras. Publicou, com Fernando Cocchiarale, o livro Abstracionismo geométrico e informal (Funarte, 1987). Ensina no Higher Institute for Fine Arts (HISK), Ghent, Antuérpia e na Escola de Artes Visuais do Parque Lage (EAV), Rio de Janeiro.

Anna Bella Geiger

Has studied Anglo-Germanic Languages in the National Faculty of Philosophy (UFRJ) and Sociology of Art with Hannah Levy-Deinhardt at New York University and at the New School for Social Research (in the 50es). Has been exhibiting since then one-woman and group shows in Brazil and other countries. For instance in various International Biennials as the São Paulo one, Venice, Liverpool , etc. She has works in the MoMA New York, Centre Georges Pompidou, Tate Modern, Victoria and Albert Museum (London), Getty Institute LA, The FOGG Collection (Boston), among others.

In 1987 published together with the Art Critic and Philosopher Fernando Cocchiarale the book “Abstracionismo Geométrico e Informal: A Vanguarda Brasileira nos anos 50” (Funarte). She teaches at the Escola de Artes Visuais do Parque Lage, Rio de Janeiro.

 

SERVIÇO:
ANNA BELLA GEIGER - LOCAL DA AÇÃO
Inauguração: 10 de Outubro, às 18h
Museu de Astronomia e Ciências Afins - MAST

Rua General Bruce, 586 / Tel: 3514-5299 e 3514-5229
Até 27 de Janeiro de 2019

 


registrado em:
Fim do conteúdo da página